Make your own free website on Tripod.com

Poesia en Português (Mário Osny Rosa)

Herederos del Caos
Antonio Miranda
Gustavo Tissoco
Madeline Millan
Juan Carlos Vasquez
Lady Lopez Zepeda
Trina Quñones
Jorge Etcheverry Arcaya
Feliciano Mejia Hidalgo
Leopoldo Peña del Bosque
Alfredo Vaeza
Claudia Contreras
Ricardo Acevedo
Homenaje a George Orwell
Visual: Guillermo Antonio Ehrhardt
Poesia en Português (Mário Osny Rosa)
Letras Libres
Colaboraciones
Libro de Visitas
Ediciones Anteriores
Sumario

amazonas-3.jpg

TEJO

 

Mário Osny Rosa

 

Tejo que agora te vejo,

Rio abaixo rio acima.

É tudo que almejo,

Neste mundo tudo rima.

 

Só Camões o descreveu,

O Tejo de antigamente.

Que pouco o entendeu,

Que continua presente.

 

O Tejo em Portugal,

Amazonas no Brasil.

De nossa terra natal,

Para um país varonil.

 

Florianópolis, 17 de novembro de 2,004.

morja@intergate.com.br

 

Direitos

Autorais

Biblioteca Nacional

Registro Nº 360.631  L. 666 F. 291

 

fotomarioosnyrosa.jpg

Mário Osny Rosa  Nasceu em Dona Luiza Município de Ituporanga-SC, em 23 de Maio de 1934.Estudou na Escola Isolada Dona Luiza até o terceiro ano primário, completei o quarto ano no Grupo Escolar Santo Antônio de Ituporanga, até os 45 anos foi um autodidata só mais tarde já com 45 anos completei no supletivo o colegial e científico em 1980 ingressei na faculdade de Ciências Contábeis Feplac, hoje Universidade do Contestado, concluindo em 1983 o Curso de Ciências Contábeis, em 1984 o ingressei na Universidade Federal de Santa Catarina, concluindo em 1989 o curso de Direito com especialização em Direito Tributário. De 1984 a 1989 atuei na Função de Técnico em Telecomunicações no Ministério das Comunicações. De maio de 1984 atuei até 2004 atuei como pesquisador e contador na Advocacia Geral da União em Florianópolis/SC.

Sócio da Sociedade dos Poetas Advogados de Santa Catarina Brasil (www.poetasadvogados.com.br) (www.mario.poetasadvogados.com.br)

 

Herederos del Caos